Para cotas adquiridas no mesmo grupo existe limite de 10% das cotas do grupo.

a) Não poderá votar nas Assembleias Gerais Extraordinárias;
b) Não poderá participar do sorteio e/ou do lance, dependendo do que dispuser o contrato;
c) Arcará com juros de 1% ao mês e multa de 2%, sobre as parcelas não pagas, cujo valor será calculado sobre o preço atualizado do bem ou serviço;
d) Se o não contemplado atrasar mais de duas parcelas poderá ser excluído do grupo conforme estiver estabelecido no contrato;
e) Se contemplado e desde que não tenha utilizado o crédito poderá ter sua contemplação cancelada por deliberação da Assembleia Geral Ordinária;
f) Caso já esteja na posse do bem e o atraso for superior a 30 dias, a administradora poderá executar as garantias fornecidas pelo consorciado, além de cobrar a multa e os juros.

O FGTS pode ser usado para ofertar lances em consórcios de imóveis, complementar a carta de crédito ou para o pagamento parcial das prestações, amortização ou liquidação total do saldo devedor, respeitando sempre as normas da Caixa Econômica Federal. 

Como a contemplação no sistema de consórcio ocorre mediante aos sorteios durante as assembleias, não há como assegurar um prazo fixo para a contemplação, a mesma ocorrerá dentro do prazo estipulado pelo grupo. O consorciado poderá aumentar suas chances em caso de oferta de lance na cota, que será sigiloso até o momento do sorteio. Portanto, não há como garantir se será ou não, a oferta contemplada.

A taxa de administração corresponde à remuneração da Administradora pela formação, organização e administração do grupo de consórcio. Essa taxa é dividida pelo prazo de duração do grupo, ou seja, é diluída nas parcelas mensais.

Sim, o reajuste ocorre anualmente no mês de aniversário da cota, sobre o valor da parcela e sobre o valor da carta de crédito. O reajuste é calculado através da tabela do IPCA no caso de automóveis e motos. Já para os planos de imóveis, o reajuste é feito anualmente de acordo com o INCC. 

No caso do consórcio, o cliente quando contemplado adquire o bem antes de quitar seu saldo total. Assim, após a análise e aprovação do crédito o consorciado adquire o seu bem e esse fica vinculado à administradora até o momento da quitação, servindo de garantia ao valor do saldo devedor.

Trata-se de documento representativo do valor a que o consorciado passa a ter direito quando é contemplado por sorteio ou por lance vencedor.

Não. Entretanto, é importante ressaltar que o valor do crédito contemplado não terá reajustes, apenas a atualização das aplicações financeiras.

  • Lance Livre: Você oferta o percentual que desejar e o maior lance ofertado ganha. Sempre calculado sobre o valor do crédito e de acordo com o saldo do grupo. O desempate ocorre por proximidade à décima bolinha do sorteio.
  • Lance fixo: Você oferta o percentual fixo que deve ser 50% ou 25% do valor do crédito, de acordo com a característica do seu grupo. Temos uma facilidade para você! No lance fixo você pode utilizar até 25% da carta de crédito para completar o seu lance. O desempate ocorre pela proximidade à décima bolinha do sorteio.
  • Lance de antecipação: Você pode antecipar o valor que desejar e o saldo acumula para possível oferta de lance ou abatimento de parcelas, o importante é poupar.

O cliente poderá ser contemplado por meio do sorteio ou lance vencedor na Assembleia Ordinária de seu grupo. Para participar das assembleias as parcelas devem ser pagas em dia, mensalmente, até a data do vencimento.

É a união de participantes com o objetivo de possibilitar a cada um, por meio da contribuição de todos, através do pagamento das parcelas mensais, o recebimento dos valores das cartas de crédito para aquisição de um bem ou conjunto de bens.

São aqueles que, efetivamente, já participam de um grupo constituído, seja para imóveis ou automóveis.

Para adquirir um Consórcio não é necessário avalista e não necessita comprovar renda, mas para retirar seu bem, após a contemplação, seu cadastro será analisado com o mesmo rigor de qualquer banco ou financeira, podendo inclusive ser recusado ou solicitado um avalista.

Representa a participação individual de cada cliente em um grupo de consórcio. É identificada por um número fornecido pela Administradora, aleatoriamente, até a data da primeira assembleia do seu grupo.

A Embracon Administradora de Consórcio Ltda. é a responsável pela administração e regularização do Consórcio Novi.

O Banco Central do Brasil, de acordo com a Lei nº 11.795/2008, é a autoridade competente para normatizar e fiscalizar o Sistema de Consórcios no Brasil.

Não existe um mínimo, mas as parcelas não podem superar 30% da sua renda familiar.

Cônjuge ou parceiro(a) com união estável. Exceções serão analisadas, tais como: pai, mãe, irmãos e filhos.

Não, o imóvel permanece em seu nome, porém alienado a Instituição Financeira. Não é necessário a desocupação do imóvel;

Não, é possível obter o empréstimo desde que o valor da dívida do imóvel seja quitado com o recurso oriundo do empréstimo.

Sim. O valor do saldo devedor será calculado com o valor presente, sem a cobrança dos juros futuros.

Não, a operação poderá ser realizada quando o cliente comprovar renda por meio de PJ, mas o imóvel deverá está em nome de PF;

Após a aprovação do empréstimo e a averbação/registro da garantia, o recurso será liberado e depositado em uma conta corrente de preferência do cliente.

A NOVI é uma empresa promotora de vendas que promove os produtos da Companhia Hipotecária Piratini (www.chphipotecaria.com.br). A Companhia Hipotecária Piratini será a credora do financiamento, o que significa dizer que os pagamentos das parcelas mensais serão realizados em favor dela.

Sim, em caráter de exceção. Será analisado a localização e o estado do imóvel.

Tentaremos encontrar alternativas para viabilizar a regularização das pendências. Caso isso não seja possível, será adotado o procedimento estabelecido na Lei da Alienação Fiduciária, que culminará com o leilão extrajudicial do imóvel.

Não. As dívidas devem ser negociadas pelo próprio cliente. A Companhia Hipotecária Piratini participará apenas no final, destinando parte ou todo o recurso do financiamento para efetuar o pagamento. Para que ela efetue os pagamentos, devem ser passadas as instruções de pagamento, o que pode incluir a entrega de boletos etc.

Somente nos casos em que o cliente tiver conta corrente no Bradesco, considerando que o Bradesco é o banco emissor dos boletos de pagamento das parcelas. Os demais clientes devem pagar os boletos nos seus respectivos bancos.

Sim. Como o pagamento será realizado através de boleto, qualquer um poderá pagá-lo.

Os critérios são os comumente usados em avaliações, como valor do metro quadrado na região baseado no estudo dos últimos negócios, estado do imóvel etc. Uma empresa especializada realizará essa avaliação.

Sim, inclusive este aluguel ajuda na composição da renda do contratante, que é um fator de avaliação de crédito.